GIRLSPT.COM - Cursores Animados
A Magia do Espelho: Janeiro 2008

A Magia do Espelho

Espaço para devaneios, reflexões, desabafos, dicas culturais e otras cositas más

Mude


Dizem que fuçar as coisas dos outros é algo muito feio, mas isso não é uma verdade completa e muito menos uma mentira completa. A curiosidade matou o gato? Talvez sim, talvez não. O que sei é que quando olhamos algo que não devemos ou que não fomos convidados para olhar, podemos acabar descobrindo coisas que não gostaríamos de saber nunca, mas também podemos descobrir algo bom que se encaixa perfeitamente com o que estamos procurando, mesmo quando não sabemos o que estamos procurando.


Fuçando por aí, encontrei uma mensagem que despertou minha atenção. Gostei dela pela lição que traz, por enxergar nela ânimo para mim e para os amigos. Amigos que muitas vezes enfrentam situações pelas quais já passei. Vejo-me neles, como se fossem espelhos, quero ajudá-los de alguma forma, mas sei que não posso fazer muito, pois o caminho só existe para nós quando passamos por ele.


Eis a mensagem:


"Mude. Mas comece devagar,porque a direção é mais importante que a velocidade.(...)Mude por uns tempos o estilo das roupas. (...)Procure andar descalço alguns dias. Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos. (...)Viva outros romances! Não faça do hábito um estilo de vida. Ame a novidade. (...)Tente o novo todo dia. O novo lado, o novo método, o novo sabor,o novo jeito,o novo prazer,o novo amor,a nova vida. Busque novos amigos. Tente novos amores. Faça novas relações. (...) Ame muito, cada vez mais, e modos diferentes. (...)Mude. Lembre-se de que a Vida é uma só. (...)Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as. Seja criativo. E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino. (...)O mais importante é a mudança, o movimento,o dinamismo, a energia. Só o que está morto não muda!" Edson Marques

Mudar é preciso! Então, sejamos metamorfoses ambulantes, sejamos lagartas e borboletas, sejamos fênix...

"Após amarguras sentidas, transforma-te. Sê a grega e mitológoca ave, que além de seu eterno retorno das cinzas é capaz de suportar pesadas cargas. Ressurge exuberante e mais sábia, mais serena".




Não se mate

Carlos, sossegue,
o amor é isso que você está vendo:
hoje beija, amanhã não beija,
depois de amanhã é domingo e segunda-feira
ninguém sabe o que será.
Inútil você resistir
ou mesmo suicidar-se.
Não se mate, oh não se mate,
reserve-se todo para as bodas que ninguém sabe quando virão, se é que virão.
O amor, Carlos, você telúrico,
a noite passou em você, e os recalques se sublimando,
lá dentro um barulho inefável,
rezas, vitrolas,
santos que se persignam, anúncios do melhor sabão, barulho que ninguém sabe
de quê, pra quê.
Entretanto você caminha
melancólico e vertical.Você é a palmeira, você é o grito que ninguém ouviu no teatro
e as luzes todas se apagam. O amor no escuro, não, no claro,
é sempre triste, meu filho, Carlos, mas não diga nada a ninguém, ninguém sabe nem saberá.

Carlos Drummond de Andrade

Vale a pena ler de novo

  • A lição final
  • A sangue frio
  • Crônicas de Nárnia
  • George e o segredo do Universo
  • O caçador de pipas
  • O Pequeno Príncipe

Ache aqui:

Seguidores