GIRLSPT.COM - Cursores Animados
A Magia do Espelho: Outubro 2007

A Magia do Espelho

Espaço para devaneios, reflexões, desabafos, dicas culturais e otras cositas más

Sai dakiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Ver TV. Lavar a louça. Tomar banho. Olhar a pilha de livros que te encara com olhar reprovador. Ouvir música. Andar pela casa. Ver a cidade da janela. Senta. Tenta escrever algo, mas saem apenas umas poucas linhas sofridas. Deita. Olha o teto. Palavras martelam na cabeça. Palavras que gostaria de lembrar mais e outras que adoraria esquecer. Vira o rosto, olha o computador. Come. Dorme. Sofre. Esforça-se e lê algumas páginas. Olha novamente a telha brilhante e o olhar daquela que te desafia. Você pode. Você sabe disso. Mas insiste em não sair, dá uma de difícil e te rouba o sono e os sonhos. Força. Não se renda agora. Está quase lá. Ela resiste, mas aos poucos vai se entregando e as páginas vão ficando cheias de letrinhas. Até porque não há escolha, ou ela sai ou ela sai.

Surpresaaaaaaaaa!!!!!!!


Foram meses e meses de reuniões, trabalhos perdidos, pesquisas, gravações, regravações, edições e discussões, mas finalmente o Caixinha de Surpresas foi ao ar e o retorno do público está sendo o melhor possível.


É bom demais fazer aquilo que gostamos e o Caixinha foi feito com muito carinho, amor e dedicação. Escutá-lo no rádio é um sonho realizado, é quase como ouvir a melhor música do mundo.


Difícil expressar o que significa para nós, que trabalhamos duro para realizar esse programa, o que a conquista desse espaço significa.


Posso dizer apenas que nos divertimos muito fazendo o Caixinha de Surpresas, voltamos a ser criança e colocamos nele todo o carinho que temos.


O programa ainda está longe de ser perfeito, mas já foi um grande passo dado e eu estou torcendo para que não fique só nisso. Para mim, é praticamente um projeto de vida.


A Clarinha, a Bel, a Tati, a Pandora e também a tia Nana (saudades) estão de parabéns por essa proposta inovadora e tão importante para as crianças cearenses.


E se você ainda não conhece o programa e não sabe o que pode sair de uma caixinha de surpresas, fique ligado na Rádio Universitária FM 107,9 durante o mês de outubro e ouça o Caixinha de Surpresas, o primeiro programa radiofônico sobre literatura infantil feito para crianças.


Não perca!!! Caixinha de Surpresas, de terça a sexta-feira, 13h30, na Universitária FM.

Palavras, palavras...

Dias cinzas são chatos e feios como a cor cinza. Um dia cinza pode ser um dia monótono, enfadonho; pode ser um dia frio, nublado, que apesar de cinza pode se revelar legal no final; e também pode ser um dia em que nada parece dar certo. Este último é o que estou vivendo e sei que às vezes sou exagerada nos meus “dramas”, principalmente se considerarmos o número de pessoas que realmente têm motivos para sofrer; que não têm dias cinza de vez em quando, por que a própria vida delas é cinza.

Mas nem sempre é fácil lembrar disso quando estamos no meio de uma tempestade. Há quase dois meses estou estagiando como produtora de um programa de rádio e esse tempo, aparentemente curto, já foi o suficiente para descobrir que vida de produtor não é fácil; que tem muita gente que quer aparecer na mídia, mas que não tem compromisso nenhum; que tem muita gente chata que quer porque quer aparecer, sem ter nada de importante para dizer; que tem muita gente que não tem um pingo de consideração pelo seu trabalho nem de respeito pelos outros; e que trabalhar com programas ao vivo é realmente uma caixinha de surpresas. E isso foi umas das melhores coisas que descobri.

Tenho aprendido muito nesses meses trabalhando com produção. Tenho aprendido demais sobre a profissão que escolhi, mas também tenho aprendido bastante sobre as pessoas, sobre o “ser” humano.

“Um dia o programa é maravilhoso, outro dia é uma merda. É assim”. Guardei bem essa frase dita por um grande profissional e apresentador do programa. A gente vibra quando o programa dá mais do que certo, mas sempre fica um gosto amargo quando algo não sai como o planejado.

Afinal, produzir é também um jogo de palavras, é dar a sua palavra. E como nos dias de hoje dar a tal “palavra” não é muito valorizado pelas pessoas, pois já se tornou algo tão comum não cumprir com a palavra, a produção está sempre nas mãos dos convidados, acreditando que eles vão cumprir com o combinado, que vão honrar sua palavra.

No entanto, como já disse, para muitos, palavras são apenas palavras e descumprir com algo acertado verbalmente não significa nada demais. Para mim, em muitos casos palavras realmente são só palavras, mas a palavra, quando usada para firmar um compromisso, um acordo, essa deve ser valorizada e cumprida.

Hoje o programa não foi ao ar. Foi cancelado, pois acreditamos na palavra e no compromisso de um convidado que acabou não vindo, não dando nenhuma satisfação, nem atendendo aos nossos telefonemas. Hoje, não podemos nem dizer que o programa foi uma merda, pois não houve programa.

Apesar de saber que a produção fez tudo o que podia ser feito para que o programa fosse ao ar, ficou um gosto ruim, algo como o gosto de fracasso, que é uma mistura de amargo e azedo e demora a passar.

Mas amanhã é outro dia, e sempre pode haver um lindo arco-íris com um pote de ouro no final se escondendo atrás das nuvens cinza e da chuva grossa. Amanhã, e depois de amanhã, e por muito tempo, eu vou lembrar de hoje e não vou esquecer o quanto se pode aprender e crescer quando as coisas dão errado.

Vale a pena ler de novo

  • A lição final
  • A sangue frio
  • Crônicas de Nárnia
  • George e o segredo do Universo
  • O caçador de pipas
  • O Pequeno Príncipe

Ache aqui:

Seguidores