GIRLSPT.COM - Cursores Animados
A Magia do Espelho: O lado de fora e o lado de dentro

A Magia do Espelho

Espaço para devaneios, reflexões, desabafos, dicas culturais e otras cositas más

O lado de fora e o lado de dentro

Há algum tempo você vem notando que suas roupas estão mais apertadas, que você já não cabe naquela calça jeans que comprou há menos de um ano e que as batinhas passaram a ser suas principais aliadas. Você se olha mais uma vez no espelho, sobe pela milésima vez na balança que insiste em esconder embaixo da cama só para não se pesar (mas essa tática nunca funcionou), e concluiu que realmente está mais gordinha. “Ah, foram só alguns quilinhos. É só fechar um pouco a boca que volto para meu antigo peso”, você pensa e conclui que isso não é motivo para desespero, afinal, existem muitas gordinhas felizes e sexys no mundo.

Menos preocupada com isso, você resolve dar uma volta no shopping, quem sabe até ir ao cinema. Tudo vai muito bem até que você encontra aquela sua amiga, colega, conhecida, parente, ou alguém sem classificação nenhuma na sua vida que você não vê há algum tempo. Ao te ver, ela não quer saber como você está, se está bem de saúde, com novo emprego, ou qualquer coisa do tipo, não. Ela não te deixa nem ao menos falar, porque quando você faz menção de abrir a boca para dizer um: “Oi, fulana, há quanto tempo. Tudo bem com você?”, ela se antecipa e diz algo do tipo: “Nossa, como você está forte! O que anda comendo? Você precisa emagrecer”.

“Pois é, né?!”, você sorri e tenta mudar de assunto, mas ela continua: “Você engordou muito desde a última vez que nos vimos, o que houve?”. (Suspiro). Pacientemente, você tenta dar uma explicação para satisfazer a criatura, e se você não tem nenhuma, inventa algo na hora só pra se livrar logo da pentelha, dá um “tchau”, diz que adorou revê-la (o que até poderia ser verdade, não fosse a indiscrição e a insistência dela em falar do seu peso) e cai fora o mais rápido possível pensando nas milhares de coisas que gostaria de ter dito para a criatura.

“Lá, lá, lá, quem é ela pra me dizer isso?”, você pensa. “Como se ela fosse a Giselle Bündchen e eu estivesse deformada”. E tenta seguir seu passeio alegremente. Passa em uma loja e resolve comprar uma roupa nova (fazer compras melhora o ânimo de quase todas as mulheres), mas nada do que você gosta cabe ou fica bem em você, o espelho da loja é extremamente sincero e te mostra o que você não gostaria de ver.

Hora da dieta, que jeito? No primeiro dia corre tudo bem, você consegue seguir o cardápio daquela dieta que você leu em uma revista e que prometia emagrecer 4 kg em um mês. No segundo dia, você tem uma leve recaída e acaba atacando aquele bolo de chocolate que te olhou insistentemente na padaria. Terceiro dia: tenta e consegue comer bem menos, afinal, você precisa compensar as calorias ingeridas com o bolo. Mas a partir daí a sua ansiedade aumenta, você chega a se pesar umas dez vezes ao dia, e torna a esconder a balança para não se pesar mais, como se isso adiantasse. A paciência diminui e o seu humor fica afetado.

Parece que todos sabem que você está tentando fazer dieta e conspiram contra você. Começam a aparecer aniversários infantis, casamentos, comemorações, etc, etc, etc. Como resistir a tantas tentações? Então você percebe que jamais será uma modelo esquelética, mas pode sim emagrecer sem renunciar completamente a tudo aquilo que você gosta. Basta ter calma, paciência e perseverança. Nada de neuras! Afinal, mais chato que fazer dieta é ter que agüentar aquelas pessoas neuróticas com o peso, que não comem nada sem contar as calorias, que acham que comer uma salada vai engordá-las 10 kg, e que, apesar de serem magras, acham sempre que estão gordas.

Aos poucos, você percebe que pode mudar muitas coisas que não te agradam, mas que algumas não podem ser mudadas. Ser "fofinha" pode sim ser muito legal, pois essa é uma característica sua que faz parte de um conjunto muito maior de coisas que formam a pessoa que você realmente é. Cada um tem seu jeito de ser, seu modo de pensar, seus gostos, seu tipo físico, etc. E ainda bem que as diferenças existem, pois seria muito chato se todo mundo fosse igual, como peças saídas de uma linha de produção em massa.

Você se dá conta de que o espelho não precisa ser seu inimigo e que ele pode se tornar um grande aliado. Cada um de nós é um ser diferente do outro, tanto na aparência como no modo de ser, pois somos feitos muito mais do que de aparências. O que faz uma pessoa ser verdadeiramente especial para a outra não é a cor do cabelo dela, não é a cor dos olhos, a altura ou o peso, mas sim o que ela É! O que pensa, as atitudes diante da vida, os sentimentos que possui, o jeito de sorrir, de olhar, de fazer um carinho, de ajudar alguém...

Finalmente, você percebe que não vale nada ter um belo corpo e um rosto de boneca, se você não tem bons sentimentos, se não exercita a mente, se não procura ser justo e com as pessoas (inclusive com você!) e ter sabedoria para viver uma vida feliz. Uma embalagem atraente conta muito na hora de escolher algo, mas se o conteúdo não é de qualidade, certamente não haverá satisfação. Percebe que o espelho mais fiel e sincero que existe são os olhos, que refletem muito além do que a aparência permite ver, revelando a alma das pessoas, e que se não confiarmos e não aprendermos a encarar esse espelho, a “verdade” estará cada vez mais distante e podemos perder os reflexos mais felizes que poderíamos ver.

2 comentários:

salamandra mágica 24 de junho de 2007 13:48  

E se o lado de dentro é bonito, o de fora fica mais ainda! Pena que as pessoas de hoje insistem em se contentar só com o lado de fora... Às vezes eu duvido de que um dia a sociedade mude de alguma forma. E penso que as pessoas não têm jeito mesmo. Mas aí eu vejo que eu tb tô no meio dessa sociedade, e, antes de me sentir um ET, fico pensando se eu não contribuo pra esse mundo de cão ser assim.
:*

Petite Simone 24 de junho de 2007 23:22  

Mulher,

Ô mundo sem lógica. O futuro é a tsunami. E ter os glúteos definidos não vai ajudar ninguém a nadar mais rápido. Acredite.

E outra: o último grito da moda são as calcinhas grandes. Tem homem que não resiste.

Ligue djá!

P.S: foi pra descontrair! ;) Gosto de ver você desenhando aqui o que pensa. pode crer que, no fundo e no raso, somos todas iguais.

P.S.2: o que significa P.S?

Vale a pena ler de novo

  • A lição final
  • A sangue frio
  • Crônicas de Nárnia
  • George e o segredo do Universo
  • O caçador de pipas
  • O Pequeno Príncipe

Ache aqui:

Seguidores